Igreja Matriz de Alegrete



Quando os Carmelitas Descalços se estabeleceram em Alegrete, encontraram já formada uma comissão encarregada de levantar fundos para a construção da nova Igreja Matriz. No dia 30 de setembro de 1915, na presença do Bispo de Uruguaiana, foi lançada a pedra fundamental da nova Igreja. A Igreja Matriz de Alegrete é uma obra prima da arquitetura moderna, considerada uma das mais importantes do Estado. O início de sua construção foi à 30 de setembro de 1915. Em 30 de março de 1919, procedeu-se a solene bênção e inauguração da nova Igreja Matriz, sendo vigário o Padre Frei Segismundo, de São Luiz Gonzaga. O templo da Igreja Matriz foi construído em estilo gótico e consta de três naves na frente, uma na parte de trás e duas torres. Sua ornamentação é simples, suas colunas finas, são rematadas por capitéis e separadas entre si por grandes arcos ogivais. Ladeado por dois altares está o altar-mor, em madeira entalhado e enriquecido pela imagem de Nossa Senhora da Conceição, trazida de Barcelona. Possui uma belíssima Pia Batismal, em mármore trabalhado. Nas paredes laterais encontra-se uma Via Sacra, obra do escultor Bartolomeu Llul. Também nas laterais existem catorze vitrais executados pelo artista também espanhol Amadeu Vilella, residente na época em Buenos Aires. A porta central possui ornatos em talha e ferro batido. Duas portas laterais à entrada exibem, numa, o Escudo do Brasil e, na outra, o Escudo do Rio Grande do Sul. Na porta lateral esquerda, vê-se o escudo do Papa Bento XV. Os carmelitas deixaram Alegrete no dia 07 de dezembro de 1961, quando retornaram os padres diocesanos que até hoje administram a Paróquia Nossa Senhora da Conceição Aparecida.

[Fonte, Diocese de Uruguaiana, RS, Brasil].


Município de Alegrete, RS, Brasil.

Comentários

  1. O templo da Igreja Matriz foi construído em estilo NEO gótico e não gótico do século XI conforme consta no texto de apresentação.
    Acelino Carús Guedes.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas