Quero-quero

Quero-quero.

O quero-quero, no Brasil ou abibe-do-sul, em Portugal, Vanellus chilensis, também conhecido por tetéu, téu-téu, terém-terém e espanta-boiada, é uma ave da ordem dos Charadriiformes, pertencendo à família dos Charadriidae. Em espanhol é conhecido por tero-tero, tero común e em inglês, Southern Lapwing.


Trata-se uma ave do tamanho de uma perdiz e caracteriza-se pelo colorido geral cinza-claro, com ornatos pretos na cabeça, peito e cauda. A barriga é branca e a asa apresenta penas verde-metálicas. Tem um penacho na região posterior da cabeça; o bico, os olhos e as pernas são avermelhados e tem um par de esporões ósseos de 1 cm no encontro das asas. Não há dimorfismo sexual. Mede em torno de 37 cm de altura e pesa menos que 300 g.

O quero-quero é uma ave típica da América do Sul, sendo encontrado desde a Argentina e leste da Bolívia até a margem direita do baixo Amazonas e principalmente no Rio Grande do Sul, Brasil, estado em que é considerada ave-símbolo oficial. Habita as grandes planícies e os espraiados de rios e lagoas.

O quero-quero se alimenta de invertebrados aquáticos e pequenos peixes que encontra na lama. Também se alimenta de artrópodes e moluscos terrestres.

Põe ovos durante a primavera em um ninho feito no solo. A casca dos ovos é pintada com manchas escuras que favorecem a camuflagem em meio à pastagem nativa e pedras. Ambos os pais protegem o ninho. Uma das táticas adotadas pela ave é fingir estar ferida quando algum intruso se aproxima do ninho. Outra tática é ir se afastando e levando para longe eventuais agressores. O macho é agressivo e ataca qualquer criatura que ofereça perigo, incluindo seres humanos.

O quero-quero é sempre o primeiro a dar o alarme quando algum intruso invade seus domínios. É uma ave briguenta que provoca rixa com qualquer outra espécie habitante do mesmo habitat. As capivaras tiram bom proveito da convivência com o quero-quero, pois, conforme a entonação, o grito dessa ave pode significar perigo. Então os grandes roedores procuram refúgio na água.




Enviado por Orlando José Machado em 09/12/2009.




1. Tico-tico

[Fontes,  Wikipédia,Youtubeorlandojosemachado].

Comentários

Postagens mais visitadas