Aglomerado de galáxias

Um aglomerado de galáxias é um gigante, é um conglomerado de centenas de milhares de galáxias unidas pela gravidade
É também um mistério cósmico. Os cientistas descobriram um aglomerado de galáxias a 5,7 bilhões de anos-luz de distância da Terra, cujo centro é repleto de uma dinâmica formação de estrelas. Segundo os astrônomos, o provável motivo deste cluster particular ser tão 'produtivo', é devido ao resfriamento de gás que flui para o seu centro, e uma fração substancial desse 'gás frio', está se transformando em estrelas.


Assim que foi descoberto, o cluster chamou a atenção de uma equipe de astrônomos liderados por Michael McDonald, do Massachusetts Institute of Technology, MIT, e do Instituto Kavli de Astrofísica e Pesquisas Espaciais, em Cambridge.
Pelas observações, os investigadores concluíram que o centro do aglomerado está formando estrelas na maior taxa já observada, de cerca de 750 estrelas por ano.
'Esta é uma extraordinária explosão de formação de estrelas', diz McDonald, observando que é pelo menos cinco vezes a taxa de formação de estrelas, considerando o próximo cluster mais produtivo

O cluster, chamado de Phoenix, é um dos maiores do universo. Ele foi descoberto em 2010, com a ajuda do Chandra, o telescópio pólo sul e outros 8 telescópios combinados para estudar o aglomerado

                                                                                                                                                                                                                           Este aglomerado de galáxias foi 'apelidado' de 'Cluster Phoenix' porque ele está localizado na constelação Fênix.                                              

 Nome latino                                            
Phoenix         Phoenicis            
Abreviatura
     Phe
 Coordenadas
Ascensão reta

Declinação
     0 h h
     -50°°

Área total
     469,32°   quadrados
Phoenix (Phe), a Fênix, é uma constelação do hemisfério celestial sul. O genitivo, usado para formar nomes de estrelas, é Phoenicis. Sua estrela mais brilhante é Alpha Phoenicis (Ankaa). A constelação se situa a aproximadamente entre -41° e -57° de declinação e 23,5h e 2h de ascensão reta, e é visível entre as latitudes +40° e -90°.
As constelações vizinhas são FornaxSculptorGrusTucana e Eridanus.
 Dados observacionais
Visibilidade

- Latitude mínima

- Latitude máxima
- Meridiano
     -80°°
      32°°
Novembro

Estrela principal, 
     Ankaa                   (α Phoenicis)
Magnitude aparente,   2,39  





Fonte, Science | Wikipédia.
Crédito imagemChandra X-ray Observatory.


Comentários

Postagens mais visitadas