Como relatar OVNIs

[Avistamento em 11 de maio de 1950 em McMinnville, Oregon, USA]. 
[arquivo]. Imagem meramente ilustrativa.


Impressões iniciais. [arquivo].

Trabalho muito interessante e didático, publicado no wikiHow em três partes: 1. Montando um relatório convincente. 2. Arquivando seu relatório. 3. Como obter uma cobertura mais ampla.
Acompanhe:
Objetos voadores não identificados (OVNIs) são de origem desconhecida sem identificação portanto. Se você viu um ou vários, você pode ter informações que as autoridades competentes achariam muito interessantes. Você simplesmente precisa transformar sua experiência em um relatório coeso e entregá-lo para as pessoas certas. Se o relato é convincente, você pode até ter o privilégio de um retorno. Então pegue a sua caneta e papel - você terá alguns detalhes para seguir.

1ª parte: Montando um relatório convincente.

1. Anote imediatamente os fundamentos da sua experiência.
                                                      
Independentemente de onde você arquiva seu relatório, é melhor fazer isso imediatamente após o avistamento para que tudo esteja claro na sua mente. Assim, é mais provável que as anotações sejam precisas.
Anote:
  • Número de testemunhas (para o relato ser válido, deve haver pelo menos outra pessoa presente ao local);
  • Data;
  • Localização (se você mora ao lado de uma base da Força Aérea ou de outra área militar, seu relatório pode ser descartado);
  • Número de objetos vistos;
  • Não apense no relatório suas observações pessoais. Se porventura houverem terão que ser removidas mais tarde.
                                                           
2. Inclua detalhes sobre o (s) objeto (s) tantos quanto possível.

Quanto mais detalhes você tiver, mais convincente será sua história (ou mais fácil será determinar se é outra coisa). Estes são os aspectos que você deve cobrir:
  • Luzes: quantas estavam lá, estavam piscando ou soltas?;
  • Cor: a cor mudou alguma vez?;
  • Brilho: compare-o com outro objeto, se possível;
  • Movimento: quão rápido ele foi? Ele se moveu para cima e para baixo? Para trás e para frente? Suavemente ou erraticamente?;
  • Comportamento: o objeto moveu-se ou pousou, emitiu luzes, sons ou outros objetos?;
  • Interações com o espaço: o objeto voou com outras aeronaves na vizinhança, produziu efeitos elétricos ou magnéticos, como um motor de automóvel parando?;
  • Trilha, neblina, etc.: havia uma aura ou neblina em torno do objeto, qualquer nuvem ou trilhas de fumaça saindo do objeto?.

3. Observe o tamanho e a distância do objeto ou objetos. 
                                             
No momento, pense em segurar um objeto com o braço esticado para bloquear a visão do OVNI. Você precisaria de uma moeda?  Um prato? Algo no meio se o objeto se encontra próximo?
  • Compare com outros objetos ao redor para determinar o quão longe o possível OVNI estava. Bem acima das árvores? Colinas? Linhas de energia? Torres de linha telefônica? Isso pode ajudá-lo a avaliar a distância aparente.

4.  Incluir detalhes sobre a forma do OVNI. 

 Existem alguns padrões comuns atualmente conhecidos - sua experiência confere com qualquer uma dessas formas?
  • Pires: existem três variedades - abobadadas, lenticulares (em forma de lente) e lenticulares com domo;
  • Chapéu: existem três variedades - chapéu cônico, chapéu duplo e chapéu de palha plano no topo;
  •  Esfera: uma forma circular padrão;
  •  Saturno: na forma do planeta, como se o objeto tivesse anéis;
  •   Elipse: forma de ovo ao pairar, bola de futebol ao voar;
  •    Cilíndrico: objeto parecido com um charuto gigante;
  •  Dirigível: em forma de bala pontiaguda, geralmente seguida por um rastro luminoso.

5. Observe o tempo no momento da observação.

Quanto melhor estiver o tempo (menos nuvens, pouca ou sem chuva, etc.), mais confiável será a sua história e mais difícil será argumentar que você não viu o que viu. Procurar não mentir sobre as condições climáticas; é muito fácil descobrir qual foi o clima predominante naquele dia, nas redondezas do avistamento.
  • Se o tempo estava nublado ou chuvoso, explique como isso afetou sua visão. Será que o objeto ficou obscurecido, mesmo que apenas parcialmente? Alguma coisa mudou quando as nuvens se separaram ou quando a chuva cessou? Poderia qualquer coisa que você viu ser o resultado de uma distorção visual devido às nuvens ou outros fenômenos naturais?
6. Inclua qualquer imagem ou vídeo.
   
Uma das maneiras mais eficazes para tornar sua visão convincente é incluir fotos ou vídeos – de preferência de qualidade. Não se incomode fabricando algo - OVNIs montados não duram tempo suficiente para que sejam desmascarados.
  •     As melhores fotos não são as digitais. Na verdade, os negativos (em filme tangível) são melhores para provar que nada foi adulterado. Se a foto é digital, nem sequer pense em redimensioná-la. Se ela for alterada na sua forma original, mesmo nos mínimos detalhes, pode ser jogada fora.
  •   Os melhores vídeos têm outros objetos neles para referência e estão estacionários, para que você possa ver o movimento do OVNI, ao invés de um vídeo acompanhando o movimento do OVNI junto com os outros objetos.

7. Tome nota de quaisquer impedimentos que você enfrentou no momento.


Os seus sentidos foram prejudicados ou impedidos? Aja como um investigador faria. Pense nos seguintes detalhes (e seja honesto):
  • Objetos entre você e o OVNI que obscureceram sua visão;
  • Se você estava usando lentes de contato ou óculos no momento da observação;
  • Se você estava usando fones de ouvido ou algo que prejudicasse ou impedisse a sua audição;
  • Se você estava com uma gripe, resfriado ou qualquer coisa que impedisse que seu olfato funcionasse corretamente;
  • Se estava sob efeito de medicamentos sujeitos à receita médica, sob a influência de álcool ou outras drogas.

8. Escreva tudo em um relatório coeso e envolvente.


Distribua o relatório em parágrafos para torná-lo fácil de ler. Inclua qualquer conhecimento específico que você tenha que possa auxiliar a história tornando-a convincente (por exemplo, se você é um piloto de avião, tem curso de voo ou treinamento mecânico).
Não seja extravagante ao digitá-lo (você provavelmente irá enviá-lo on-line, para que possa apenas copiá-lo e colá-lo) verificando a construção das frases e a ortografia. Quanto melhor for a apresentação, mais será levado a sério.

2ª parte: Como arquivar seu relatório.

1. Escolha quais as agências para comunicar a sua observação.


Há um monte de lixo na internet, mas existem algumas fontes respeitáveis. Uma testemunha de OVNI deve relatar um avistamento para as seguintes organizações confiáveis:
  • Agências locais legalizadas tal como uma delegacia de polícia, etc.;
  • Centro Nacional de Relatórios sobre OVNIs [nuforc];
  • Mutual UFO Network [mufon];
  • Center for UFO Studies [cufos];
  • Alien UFO Research [real alien];
  • Outras que talvez você conheça e que sejam fidedignas.
 Algumas dessas agências têm hotlines se você preferir fazer um telefonema. No entanto, a maioria dos relatórios são agora feitos através da Internet.

2. Preencha seus formulários com o máximo de competência.


Cada website tem seu próprio formulário a ser preenchido (eles são essencialmente os mesmos) com os detalhes que você organizou sobre sua experiência. Seus dados pessoais não devem estar no relatório apresentado; eles devem ser preenchidos no formulário do website (ou fornecidos a um operador na central de atendimento).

3. Esteja pronto para mais questões, ou solicitação de evidências. 

Caso seu relatório seja válido e intrigante, você pode ser convidado a dar uma entrevista. Caso o processo continue, sua câmera pode ser requerida e você pode até mesmo ser interrogado sob juramento. Esse tipo de coisa é levado muito a sério;  lembre sempre, caso esteja apenas fazendo uma brincadeira, será descoberto.
  •  Caso prefira permanecer anônimo, a maioria dos formulários podem permitir o anonimato. Isso não afetará como seu relatório será processado. Apenas em raras situações será solicitado que se identifique (caso você tenha uma filmagem inquestionável, por exemplo).
 4. Nunca pague ninguém para exibir sua experiência. 

Existem muitos websites que são fraudulentos. Caso tenha vivenciado uma experiência verdadeira, apenas recorra às fontes confiáveis. Faça sua pesquisa antecipadamente e nunca autorize ninguém a “vender sua história” por você. Ela é sua. Você fará o que quiser com ela.



3ª parte: Alcance maior visibilidade.

1. Coloque o vídeo no Youtube.


Já existem milhares de vídeos de OVNIs no YouTube, mas apenas os melhores tornam-se populares. Caso você tenha um bom vídeo, coloque-o lá!


2. Entre em contato com o canal de televisão local. 

Caso tenha fotos, ou vídeos e detalhes específicos e interessantes, você pode apresentá-los à população em geral; entre em contato com o canal local de televisão para obter uma cobertura no noticiário. É possível que outras pessoas tenham vivenciado a mesma experiência. Alguns precisam que alguém fale e os convença de que aquilo que viram é realmente o que pensam ter visto.
  • É claro, apenas faça isso se sentindo confortável em aparecer em frente às câmeras e se tornar uma celebridade local. Pode permanecer anônimo também.

3. Reporte aos meios de comunicação em geral. 

Além da televisão, também existem jornais, revistas e estações de rádio. Eles não precisam ser locais; nos dias de hoje, todos nós vivemos em um planeta conectado pela internet. Entre em contato com alguns blogs, ou websites dedicados a relatos sobre avistamentos de OVNIs e adicione sua experiência aos seus arquivos. Todo detalhe nos coloca mais próximos da verdade.
  • Existem centenas de organizações por aí (abrangendo desde as pequenas e bobas, até as maiores e sérias) procurando por mais dados para provar que não estamos sozinhos. Apenas certifique-se ao fazer isso, de que está trabalhando com pessoas nas quais possa confiar. Nunca forneça dados pessoais que possam comprometer sua identidade.

4. Integre uma organização local sobre OVNIs.

 Muitas cidades grandes (e algumas pequenas) têm grupos de pessoas dedicadas em provar ou desmascarar histórias sobre OVNIs. Algumas levam o assunto muito a sério e outras apenas o tomam como um jeito de matar o tempo depois do trabalho. De qualquer forma, será um excelente método se encontrar com outros que tiveram experiências similares e que possam ajudá-lo a organizar o que viu.
  • Eles também podem apontar-lhe a direção correta sobre com quem deve falar para ter sua voz ouvida. Essas organizações muitas vezes têm mais credibilidade do que indivíduos separados e por isso, podem receber respostas    mais positivas e imediatas.
E, finalmente,
5. Esteja preparado para os opositores!

Quando um assunto sobre algo sobrenatural aparece, as pessoas assumem um dos lados da questão. Existirão aquelas que escutarão sua história e vão considerar que você não está no seu juízo perfeito, e isso é normal. Também existirão aquelas que serão influenciadas e desejarão ter sua própria experiência. Não permita que nenhuma dessas opiniões influenciem você. O que eles pensam não é importante, de qualquer forma.
  • Quando mais visibilidade alcançar (TV, YouTube, etc.) mais opositores existirão. Em certas situações, pode haver certa repercussão. Caso esteja preocupado sobre isso, deixe seu nome fora da questão. Contudo, a maioria dos casos não recebe publicidade suficiente para que isso se torne um problema.

      Dicas
Importante!:
      1Mantenha o foco da sua câmera estabilizado usando o modo manual. 
      2. Evite executar zoons com sua câmera se quiser manter o foco estabilizado.

   Saiba:
WikiHow é uma colaboração mundial de milhares de pessoas focadas em um objetivo: ensinar qualquer pessoa no mundo a fazer qualquer coisa.
Tudo o que você lê no wikiHow foi escrito por alguém que queria ajudar alguém.
 wikiHow
Visite você também o wikiHow. Torne-se um usuário e/ou colaborador.

[source, wikiHow]



Comentários

Postagens mais visitadas